Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2009

Já dizia Frank Sinatra...

Imagem
"Start spreading the new: I'm leaving today!" (Tecnicamente é hoje - já passa da uma da manhã)

Pois é, pióple lindo, a Batata vai de vacations Natalícias para a terrinha, esborrachar a boca contra as bochechas carnudas e jovenzinhas dos primos, enfardar filhozes e doces (tão booooooom *.*) e ter Fé na existência de uma Utopia linda, em que as calças me irão servir depois.

Hoje fui ao cinema ver o Avatar. Não tenho opinião formada, visto ter prós e contras assinaláveis que se equiparam.

Prós:
1- Filme muito bem conseguido a nível de argumento e efeitos especiais (sim, um filme deveras nerd. :D Sou uma Batata Versátil)
2 - Foi a 3D
3 - Tinha romance, acção e suspense (era um 3 em 1 fofinho)

Contras:
1- UM ABUSO DE TEMPO (era enooorme. Às tantas já fazia da cadeira de cinema, o sofá pessoal, contorcendo-me e chateando as amigas - e o Rafa - como forma de passar o tempo.)
2- Tive que ver meia hora de filme de novo. Tudo porque o Cinema do Colombo fez com que 10 minutos de filme passa…

Isto até que é giro

Ontem fui buscar as minhas gafas. LIN-DAS. Cheguei a casa, ansiosa por experimentar a sensação de andar de óculos e fiquei maravilhada. Tão certo como hoje estar uma ventania do caneco, é o facto de as coisas serem, de verdade, super nítidas. É como andar em HD o tempo todo. A isto apelido de "as maravilhas da tecnologia". É que para além de ficar sexy (e fico!!) e de parecer mais adulta e intelectual, confere-me um status de secretária curvilínea - coisa que desaparece mal os tiro. E quando falo de "secretária", falo de umas pernas e tampo de madeira com curvas (eeeeeeeeer... já exagerei. NÃO TEVE PIADA! Neste novo ano irei pedir um melhor discernimento na medição do que tem ou não piada, para evitar estes momentos...)
Mudando de tema: AMO O FACEBOOK.
Primeiro) Fiz uma entrevista em que me perguntaram: "Será que Alguém gosta de esfregar a xoxota enquanto vê Morangos com Açúcar?" Ora, esta Batata, olhou para a questão na diagonal, visto que estava uma janela de M…

Sangria, Gargalhadas e Gases

Basicamente, o título resume a minha noite de ontem. Amigos (gémeos) fizeram anos. Jantarzinho com a trupe toda no ristorante italiano (para a próxima como lasanha ou pizza. Aqueles canelones...) e para beber havia Sangria. (relâmpagos e o famoso "tan-tan-tan-taam", por favor). A comida nunca mais chegava. O pão (as duas bolas, mais aqueles dois pãezinhos redondos de 5 cm de diâmetro - somíticos!, quentes e recheados com chouriço já tinha acabado). Tirar fotografias às "Migahx" tinha perdido a piada. Eis que chega, vermelhinha, cheirosa, toda arranjadinha (um verdadeiro primor!) à mesa, qual salvadora da pátria, a... Sangria. (estava TÃO boa *.*) A comida continuava sem vir e o copo estava vazio (porque não encher?). Ai como ela escorregava... Sem dar por isso, o primeiro copo já tinha ido abaixo. E depois, já estava a encher o terceiro - que também se foi. Dei por mim a rir-me de tudo. Não que seja uma situação anormal, mas interiormente notei que estava algo exagerad…

Fiz a depilação

Devo salientar que adoro o Inverno por me deixar os pêlos fracos e que, apesar de gigantes, não magoam ao arrancar.
Sou uma pessoa estranha. Estranha na medida em que e, utilizando os inúteis conceitos de Psicologia B que estive a decorar para o teste de ontem e sobre o qual prefiro não falar, não obedeço a padrões culturais estabelecidos pela sociedade em que estou inserida. (O vocabulário vai melhorar, prometo.)
São raros os dias em que acordo e não penso: "É hoje. É a partir de hoje que vou ser um ser humano normal." -apesar de ser uma batata E pastel de nata, penso como se fosse um ser humano. A verdade é que rompo convenções com os meus comportamentos estranhos, infantis e atrevidos. Eu tento controlar, juro que sim, mas há piadas que ficam tão bem em determinadas situações que tenho mesmo que dizer (mesmo que só eu é que ache piada), há danças esquizofrénicas que tenho que fazer no balneário para libertar a tensão após uma aula de educação física (sim, eu fico estranhament…

Tenho a depilação por fazer...

Tenho uma interrogação retórica: PORQUE É QUE A MINHA PROFESSORA DE PSICOLOGIA NÃO POSSUI O MESMO SENTIDO DE FILANTROPIA QUE EU????
Tenho teste amanhã. Fiz o primeiro teste em Outubro e aquela fofura de docente apenas o entregou hoje. Eu não tinha noção nenhuma de como era a Psicologia: boa, má, assim-assim... Mas melhor, melhor, foi o facto de ela nos ter dado os apontamentos hoje para amanhã. Não é uma fofura? *.* Que amoooooor
E eu devia estar a estudar, mas não. Estou a escrever no blog porque isso fará alguém feliz (tenho a certeza absoluta. Não me tentem convencer do contrário! Pareem! O meu blog FAZ pessoas felizes...). Isto só demonstra o meu enorme sentido de filantropia, como havia dito lá em cima. Penso muito nos outros. E gosto muito de colaborar ara o bem-estar alheio. Em resumo, sou uma colaboradora.
Isto de ser colaboradora tem muito que se lhe diga. Vou a um jornal: "precisa-se de colaboradora..." e isto aparece muitas vezes para diversos sítios. Fico com uma vo…
É tão bom quando o tempo está assim para o farrusco e me sento no "tão-famoso" (se calhar não é tão famoso assim, mas já o mencionei) chão do meu quarto, com a cabecita colada na janela e seguro numa chávena de chá quente, enquanto aqueço as mãos (estão constantemente geladas - é um pesadelo daqueles com zombies, mas ideais para provocar calafrios aos amigos quando as ponho nas costas deles). Para além de cuscar o que se passa lá em baixo e fazer aquele jogo giro do "bora lá imaginar a vida daquele", gosto de olhar para o parque (diz que é um parque - são 200 m2 de terra com uma relva rala e umas quantas árvores) e ver as folhas castanhas a cair. Normalmente tudo o que é assim bucólico, dá-me sono e, na minha cabeça, associo estes dias, àquelas tardes dominicais de Inverno em que me embrulho no cobertor de lã da Serra da Estrela e vejo filmes pela 500º vez nos canais portugueses. Claro que isto é tudo na minha cabeça, porque é raro o domingo que faça isto - de Inver…