Mensagens

Words don’t come easily

(And you can say baby, baby can I hold you toniiiiight – isto foi só para ficarem com a música na cabeça como eu)
Querida Horta,
A Batata tem 25 anos. (um momento de silêncio para nos recompormos desta informação. GIFs psicadélicos a serem inseridos)
Ora, vamos lembrar-nos que este blog começou precisamente no auge da minha adolescência, aí pelos meus 16 anos... o que quer dizer que já lá vão quase dez anos e que cresci muito pouco nos entretantos (ainda tenho um blog, tsipo). Mas incrível mesmo é olhar para trás para aquela criaturinha que só dizia disparates e ter de lhe colocar a mão no ombro e dizer com um ar muito sério “miga, querida, lamento, mas quando tiveres 25 anos vais estar mais perdida e com menos certezas da vida do que agora. Mas, ó, não te preocupes, diz-se por aí que os 40 são os novos 20! Convence só os teus ovários e aparelho reprodutor disso, e tudo fica espectacular, ok?” *inserir sorriso amarelo*
Anyway, fora a falta de estabilidade financeira que faz da minha conta…

Bernoulli

Imagem
Querida Horta,
O primeiro post do ano de 2017 chegou, e não vem com mais sabedoria e conhecimento do que a Batata te habituou até agora. Garanto.
A sua vinda deve-se, aliás, a um acontecimento que teve o poder de me deixar a indagar sobre o sentido da vida, o ovo e a galinha, o karma e a sociedade, o porquê de rosa ficar mal com vermelho e mesmo assim alguém usar… Enfim, questões importantes da vida. Obviamente.
Ora, tudo começou quando o acordar de hoje de manhã se deu de sorriso nos lábios, num ronronar gostoso de prazer. Na verdade, nem queria abrir os olhos de tão bom que estava a ser aquele sonho que me envolvia e puxava de novo para a almofada.
Estão a pensar o mesmo que eu, não é?
Exacto. Estava a sonhar com a Equação de Bernoulli, enquanto calculava a tão sexy perda de carga de uma tubagem. Na minha cabeça, tudo era claro como água (antes fosse assim quando realmente tinha de resolver exames com esta equação): os ΔP que se transformavam em alturas e velocidades ao quadrado, em visc…

(Tentando) Crescer e aprender.

Imagem
Querida Horta,

Escrevo-te um post Outonal cheio de sapiência recém-adquirida e provavelmente com uma boa dose de presunção. Mas não foi por mal.

Hoje é um dia em que me apetece encher de beijinhos este blog. Porque sempre esteve aqui, nos bons e maus momentos. E porque me viu crescer. E porque é Outono e há castanhas, e é tudo tão lindo. 

Não liguem, esta é a minha estação. Cheira tudo muito bem e há castanhas. E depois faço anos e depois é Natal. Como não amar?

 E estou nostálgica porque vou em breve começar outra aventura.

A Vida é uma caixinha de surpresas maravilhosa. A única coisa boa de não ver sempre isso é que me posso surpreender de todas as vezes.

Muitas, muitas, muuuitas batatinhas*


9. Give 14 pieces of advice to a teen who is graduating high school.
Pode pensar-se que terminar o Secundário é dos momentos mais desconcertantes da nossa vida. Tantos sonhos a fervilhar, tantas incertezas adolescentes que despoletam acerca do Futuro e do Presente. Tantos “onde é que me vou meter a segu…